Vídeo: Ondas Gravitacionais – Uma descoberta que abalou o mundo

Sessão por Francisco Lobo, do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Registo vídeo da sessão Noites no Observatório de 28 Outubro, 2017, no Planetário Calouste Gulbenkian – Centro Ciência Viva, Lisboa.

O Prémio Nobel da Física 2017 foi atribuído a Rainer Weiss, Kip Thorne e Barry Barish pelas suas “contribuições decisivas para o detetor LIGO (Laser Interferometer Gravitational wave Observatory) e a observação das ondas gravitacionais”.

A descoberta das ondas gravitacionais é uma das últimas peças para a confirmação da teoria da gravitação de Einstein. Esta teoria prevê que acontecimentos cataclísmicos, tais como a colisão de dois buracos negros, podem emitir ondulações gravitacionais, que se propagam através do Universo.

Vamos efetuar uma breve revisão histórica desta extraordinária descoberta e discutir a sua importância e utilidade futura.​

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *