Água no Universo: Vénus, um mundo quase sem água

O planeta Vénus visto pela sonda Venus Express, da ESA.

O planeta Vénus visto pela sonda Venus Express, da ESA. Créditos: ESA/MPS/DLR/IDA.

Com uma temperatura média acima dos 460 ºC, Vénus não possui água líquida à superfície, e apenas alguns vestígios de vapor de água foram encontrados na atmosfera deste planeta.

Em 2008, a missão Venus Express, da Agência Espacial Europeia (ESA), detetou nas altas camadas da atmosfera de Vénus uma perda de hidrogénio e oxigénio para o espaço, aproximadamente na mesma proporção em que estes átomos compõem a molécula de água.

Conceção artística da sona Venus Express, da ESA.
Conceção artística da sona Venus Express, da ESA. Créditos: ESA – D. DUCROS.

Esta perda é provocada pelo vento solar, um fluxo proveniente do Sol e composto de partículas carregadas eletricamente. Enquanto que o campo magnético terrestre protege a atmosfera da Terra do vento solar, a ausência de um campo magnético em Vénus poderá explicar a perda continuada de água ao longo da sua história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *