O Universo para além da imaginação
Evento Especial 7º Aniversário

Noites no Observatório - Mar17

Em Março, as Noites no Observatório fazem 7 anos.

No mês de março de 2017 as Noites no Observatório celebram o seu 7º aniversário.

A atividade deste mês, que será realizada no sábado 25 de abril de 2017, no Planetário Calouste Gulbenkian, será de Festa e repleta de surpresas…

A sessão terá início com a palestra às 21:30. Após a palestra haverá um pequeno espetáculo de música e efeitos na cúpula do Planetário. As observações astronómicas decorrerão em contínuo ao longo da noite, até às 24:00.

A palestra terá como tema Horizontes Para Além da Imaginação, e será dada por Alexandre Cabral, do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço.

Horizontes Para Além da Imaginação

Os telescópios são dos instrumentos mais fascinantes criados pelo ser humano e que têm permitido alargar os nossos horizontes a limites inimagináveis.

Com os telescópios mais modernos e equipamentos capazes de analisar a luz que nos chega de outras estrelas, foi possível nos últimos anos detetar centenas de planetas a orbitar outras estrelas. A procura de outras Terras tornou-se num dos temas mais quentes da astrofísica moderna, motivando o desenvolvimento de novos instrumentos e missões espaciais.

Nesta palestra vamos levar todo o público numa viagem pelo universo dos telescópios, visitando os maiores telescópios do mundo, atuais e futuros … e mostrar alguma da ciência que com eles se faz.

Pode ver ou rever a sessão em formato vídeo no canal do IA no YouTube.

Nota Biográfica

Alexandre Cabral é Licenciado em Física Tecnológica, tendo obtido os graus de Mestre e Doutor em Física na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL).De 1991 a 2008 foi investigador do Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação, e em 2009, juntamente com o Laboratório de Óptica, Lasers e Sistemas, foi integrado no Departamento de Física da FCUL onde se encontra atualmente.

É investigador e membro da comissão coordenadora do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), onde é responsável pelo Grupo de Instrumentação.

Partilhe

Duração:

3 horas

Entrada livre


Inscrição

Apesar de ter acesso gratuito, a atividade requer uma inscrição obrigatória que pode ser realizada aqui.

Devido à crescente procura das nossas atividades e ao facto de existirem desistências sem aviso prévio, será solicitada por email a confirmação das presenças. A ausência de resposta (48 horas após a receção do pedido de confirmação) será tomada como uma desistência, sendo cancelada a inscrição. Por este motivo, esteja atento à sua caixa de correio eletrónico de modo a poder confirmar a sua participação nas atividades, quando lhe for solicitado.

Importante: 

A existência de observações astronómicas está sujeita às condições meteorológicas. Como têm lugar no exterior, aconselha-se o uso de roupa confortável e quente.

A realização da palestra é independente das observações. O Planetário Calouste Gulbenkian abre as suas portas meia hora antes do evento.

Receba os anúncios antecipadamente:

O tema da palestra e o programa são divulgados na segunda-feira da semana anterior ao evento. A divulgação é realizada através das páginas internet do IA e do OAL, assim como da lista de distribuição de notícias do OAL (Astronovas). Pode ainda receber os anúncios através das páginas de facebook do IA e facebook do OAL, assim como do grupo facebook das Noites no Observatório.

Localização

Planetário Calouste Gulbenkian - Centro Ciência Viva
Museu de Marinha
Praça do Império
Lisboa

Como chegar

De carro
GPS – 38.698140, -9.208919

De autocarro
714, 727, 28, 729, 751 e 201

De elétrico
15

De barco
Estação fluvial de Belém ( Transtejo)

Videotransmissão

Pode assistir à sessão a partir de casa acedendo ao seguinte endereço e interagir com o palestrante, colocando as suas questões online.

A videotransmissão das palestras tem o apoio da Fundação para a Computação Científica Nacional (FCCN), unidade da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

Saiba mais sobre o projeto Noites no Observatório