Marte 2030

Investigadores de diferentes áreas conversam com o público sobre a possibilidade e os desafios de vivermos no planeta vermelho.

MARTE 2030

Objetivos

  • Divulgar a necessidade e a pertinência das viagens tripuladas no espaço.
  • Mostrar que a ciência é cada vez mais o produto da colaboração e do diálogo entre diferentes áreas.
  • Divulgar o trabalho feito em Portugal em astrofísica e nas ciências do espaço e como ele se articula com outras ciências.

 

MARTE 2030 é um ciclo de quatro conversas temáticas, em interação com o público, em que investigadores falam sobre a possibilidade de vivermos no planeta vermelho, as razões para enviar missões tripuladas a Marte e os desafios que elas colocam. As conversas são moderadas por conhecidos jornalistas de ciência.
As sessões tem lugar no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, entre outubro de 2018 e janeiro de 2019.

Esta é uma oportunidade para se discutir os motivos que levam à necessidade e pertinência de viagens tripuladas no espaço, com o exemplo de Marte. É também uma forma de mostrar que a ciência é cada vez mais o produto da colaboração e do diálogo entre diferentes áreas, como a astrofísica e a biologia. Divulgar o trabalho feito em Portugal em astrofísica e nas ciências do espaço e como ele se articula com outras ciências é também um dos objetivos deste projeto Marte 2030.

O ciclo Marte 2030 é uma coprodução do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), do Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier da Universidade Nova de Lisboa (ITQB-NOVA) e do Centro Cultural de Belém (CCB).

Mais informação na notícia publicada pelo IA.

Âmbito:

Nacional

Coordenação:

João Retrê (Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço)
Joana Lobo Antunes (Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier da Universidade Nova de Lisboa)

Parceiros:

Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier da Universidade Nova de Lisboa (ITQB-NOVA)
Centro Cultural de Belém (CCB)