Noites no Observatório

Levar todo o público a viver o Universo, no último sábado de cada mês, através de palestras e observações do céu noturno com telescópios.

Noites no Observatorio

Objetivos

  • Contribuir para a literacia em Astronomia.
  • Aproximar o público da Ciência.

Alcance

O público-alvo desta atividade é todo o público não especialista.
Atualmente, a atividade atinge em média 320 pessoas por sessão e mais de 4000 por ano.

Noites no Observatório é um projeto do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA) que teve início no final do ano de 2009, na sequência do Ano Internacional da Astronomia (AIA 2009).

Esta atividade mensal resulta de uma reestruturação das palestras mensais no Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), que tiveram início em 1994.

Desde novembro de 2015, as Noites no Observatório são organizadas em parceria com o Planetário Calouste Gulbenkian – Centro Ciência Viva.

Atualmente, com uma audiência média de 320 pessoas por sessão, as Noites no Observatório são a maior atividade mensal de divulgação de Astronomia em Portugal.

Cada sessão é formada por uma palestra, dada por um investigador do IA, e observações do céu noturno com telescópios. Com regularidade, as atividades são enquadradas em eventos de âmbito nacional e internacional, como é o caso da Noite Europeia dos Investigadores ou a Semana da Ciência e Tecnologia.

Conheça os eventos produzidos no âmbito do projeto Noites no Observatório.

Âmbito:

Nacional

Coordenação:

João Retrê (Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço)

Parceiros:

Planetário Calouste Gulbenkian – Centro Ciência Viva

Apoio:

Fundação para a Computação Científica Nacional da FCT (FCCN-FCT)

Financiamento:

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, Planetário Calouste Gulbenkian – Centro Ciência Viva.