Ignite IAstro – Óbidos

Ignite IAstro - Óbidos

Os investigadores do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA) estão a percorrer Portugal e a levar o Universo a vilas e cidades com menos acesso à comunicação de ciência.

O formato dos eventos Ignite IAstro permite expor, de modo divertido e acessível, cerca de uma dezena de temas da investigação em ciências do espaço feita em Portugal.

Vamos viajar do Sistema Solar às estrelas, e das galáxias aos confins do Universo, ao mesmo tempo que falamos dos instrumentos que nos permitem chegar tão longe.

Programa

 

Vénus: o gémeo falso
Ruben Gonçalves

Vénus é o planeta mais próximo da Terra e tem muitas semelhanças com o nosso planeta. Na mitologia romana, Vénus é a deusa que representa o amor, a beleza, a fertilidade e a prosperidade.
Mas será que este planeta é um destino apelativo para as férias de 2116?

Titã: nova vida num novo mundo?
Alberto Negrão

O conhecimento sobre Titã, satélite de Saturno, aumentou imenso nos últimos 13 anos, na sequência do grande sucesso da missão Cassini-Huygens. Desvelado o espesso manto laranja que cobre a superfície de Titã, revelou-se um mundo em vários aspetos muito semelhante à Terra. Tal paralelo convida a especulações
fundamentadas sobre a existência de vida nesta lua de Saturno.

Decifrar as mensagens das estrelas
Andressa Ferreira

As estrelas, apesar de muito distantes, conseguem dizer-nos muito através da sua luz, mas para entendermos o que elas têm a dizer, temos de interpretar a sua linguagem codificada.

Atmosfera: uma cortina sobre as estrelas
Solène Ulmer-Moll

A atmosfera é essencial à vida, mas torna difícil a observação das estrelas quando utilizamos telescópios muito potentes. A humidade, os ventos, mas também as atividades humanas como a agricultura e a pecuária, alteram continuamente a atmosfera.

Para que os astrónomos possam obter imagens nítidas e corretas dos objetos observados no céu, têm de utilizar diferentes métodos de correção e adaptação.

Os monstros galácticos
Fernando Buitrago

As maiores galáxias do Universo são autênticos monstros, seja pelo seu tamanho, seja pelo número de estrelas que contêm (mais de um bilião).
Facto curioso, no princípio de Universo eram totalmente diferentes.

Vamos conhecer os segredos destas misteriosas megalópoles de estrelas.

Dentro de um enxame… de galáxias!
Catarina Lobo

A maioria das galáxias não se encontra isolada no Universo: tal como a nossa Via Láctea, muitas pertencem a grupos ou a enxames de galáxias. No interior destas enormes estruturas, as galáxias sofrem vários processos que as transformam ao longo do tempo cósmico e alteram a sua forma e a sua capacidade para formar novas estrelas.

Nesta breve apresentação, vamos acelerar o tempo e ver a evolução das galáxias de enxame.

No Espaço, mas com atitude
Elena Duarte

A atitude é o termo que designa a orientação de um veículo espacial no espaço. O sistema de determinação e controlo da atitude é um dos sistemas de maior importância em qualquer missão espacial.

A misteriosa teia cósmica
António da Silva

Quando observamos a forma como as galáxias se distribuem no Universo, parecem acompanhar uma misteriosa e intrincada rede filamentar. Os enxames de galáxias formam-se nas intersecções dessa complexa estrutura a que chamamos teia cósmica.
 
Vamos fazer uma muito breve viagem por esta imensa teia cósmica e pela investigação que tenta compreender como ela se formou e evoluiu, dando origem às primeiras galáxias e aos enxames de galáxias que observamos hoje no Universo.

1, 2, 3, até ao infinito e mais além
José Pedro Mimoso

Uma veloz viagem aos confins… e ao início do Universo. Regresso garantido ao fim de cinco minutos.


Em cada evento Ignite IAstro, entre oito e dez investigadores do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço apresentam a sua investigação em apenas cinco minutos cada. Seguindo o conceito dos eventos Ignite, cada investigador terá de falar a compasso de uma sequência de 20 slides que avança automaticamente a cada 15 segundos.

Conheça o calendário da digressão na página do projeto.

Pode seguir a digressão aqui no website e também no Facebook em www.facebook.com/iastro.pt/ e no Twitter.

Duração:

1h 30

Entrada livre

Localização

Auditório Municipal da Casa da Música
Rua Direita
Óbidos
Saiba mais sobre o projeto Digressão Ignite IAstro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *