Ignite IAstro – Tomar

Ignite IAstro Tomar

Os investigadores do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA) estão a percorrer Portugal e a levar o Universo a vilas e cidades longe dos grandes centros urbanos.

Vamos viajar do Sistema Solar às estrelas e às galáxias, e falar dos instrumentos que nos permitem chegar tão longe.

O formato dos eventos Ignite IAstro permite expor, de modo divertido e acessível, cerca de uma dezena de temas da investigação em ciências do espaço feita em Portugal.

Programa

Vai chover em Vénus amanhã?
Gabriella Gilli

Já sabemos muito sobre a atmosfera da Terra. Sabemos o suficiente para estudarmos a atmosfera de outros planetas, como Vénus e Marte, e pensarmos como deverá ser a sua estrutura. Como é que o conseguimos? E o que é que este conhecimento nos ensina acerca do nosso planeta, e sobre as características de outros planetas semelhantes à Terra?

1001 receitas: exoplanetas
João Faria

As melhores maneiras para encontrar planetas fora do sistema solar, com dicas e instruções detalhadas. Encontre o seu próprio planeta em menos de 5 minutos!

Atmosfera: uma cortina sobre as estrelas
Solène Ulmer-Moll

A atmosfera é essencial à vida, mas torna difícil a observação das estrelas quando utilizamos telescópios muito potentes. A humidade, os ventos, mas também as atividades humanas como a agricultura e a pecuária, alteram continuamente a atmosfera.

Para que os astrónomos possam obter imagens nítidas e corretas dos objetos observados no céu, têm de utilizar diferentes métodos de correção e adaptação.

A sinfonia das estrelas
Tiago Campante

Muitas das estrelas que vemos no céu noturno fazem parte de uma autêntica sinfonia estelar, como que de instrumentos musicais se tratassem. Vamos saber como os astrónomos “ouvem” o som das estrelas, usando depois essa informação para medirem com elevada precisão as suas propriedades.

Um Universo cheio de pó
Ciro Pappalardo

Irei mostrar por que o pó, apesar de enlouquecer pessoas em dias de limpeza, é um elemento fundamental para compreender a evolução das galáxias.
O pó dar-nos-á novas dicas para construir um modelo evolutivo das galáxias, mas infelizmente este modelo não servirá para substituir o aspirador, as minhas desculpas.

1, 2, 3, ao infinito e mais além
José Pedro Mimoso

Uma veloz viagem aos confins… e ao início do Universo. Regresso garantido ao fim de cinco minutos.

No início fez-se luz
C. Sofia Carvalho

A luz cósmica transporta informação do Universo primordial e da sua história. É por isso uma sonda poderosa da física do Universo.

Fendas no Universo: as cordas cósmicas
José Correia

No início o Universo era muito quente. Depois terá arrefecido rapidamente. Tal como quando a água congela, existiram regiões independentes que ficaram separadas por fendas filamentares. Vamos saber um pouco sobre a evolução destes ‘defeitos’ e como os poderemos vir a observar.

O Universo dos telescópios
Alexandre Cabral

O Telescópio é um dos instrumentos mais fascinantes criados pelo ser humano. Com ele foi possível alargar os nossos horizontes a limites inimagináveis.
Nesta palestra vamos falar de uma forma muito simples do funcionamento de um telescópio e mostrar imagens dos mais atuais telescópios existente no mundo, utilizados por muitos dos cientistas do IA.


Em cada evento da Digressão Ignite IAstro, entre oito e dez investigadores do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço apresentam a sua investigação em apenas cinco minutos cada.
Seguindo o conceito dos eventos Ignite, cada investigador terá de falar a compasso de uma sequência de 20 slides que avança automaticamente a cada 15 segundos.

A sessão Ignite IAstro – Tomar tem o apoio do Município de Tomar.

Pode acompanhar a digressão através da newsletter IAstro, e também no Facebook e no Twitter.

Duração:

1h30

Entrada livre

Localização

Auditório da Biblioteca Municipal António Cartaxo da Fonseca
Alameda dos Templários
Tomar
Saiba mais sobre o projeto Digressão Ignite IAstro