Viver Astronomia

Programa de educação informal em astronomia, que faz uso da comunicação de ciência para reforçar o conhecimento científico formal e desenvolver capacidades de comunicação.

Objetivos

  1. Sublinhar, desde a formação académica inicial, a importância da comunicação de ciência no contexto da investigação científica.
  2. Reforçar o conhecimento científico formal através da prática da comunicação de ciência.
  3. Estimular o desenvolvimento de capacidades de comunicação.

Alcance

Mais de 300 estudantes do ensino superior e secundário.

Desenvolver uma cultura de comunicação de ciência

Existe a necessidade de um número crescente de pessoas motivadas, que sejam capazes de estabelecer uma ponte entre a investigação científica e o público, com uma forte componente científica e capacidade de comunicação. Investir e desenvolver estas caraterísticas em estudantes de ciência e futuros investigadores é essencial.

O Viver Astronomia é um programa de educação informal em astronomia, que faz uso da prática de comunicação de ciência como uma via para reforçar o conhecimento científico formal e estimular o desenvolvimento de capacidades de comunicação. Procura também sublinhar, desde a formação académica inicial, a importância da comunicação de ciência no contexto da investigação científica.

Tendo sido inicialmente projetado para estudantes do primeiro ciclo do ensino superior, atualmente conta também com a participação de estudantes de ensino secundário, de mestrado e de doutoramento. Para além destes estudantes, estão também envolvidos membros da comunidade e professores universitários.

Jovens cientistas a comunicar ciência

O programa consiste em ações de formação dirigidas aos estudantes e no seu envolvimento em eventos de comunicação de ciência. Neste formato, recebem formação mensal dada por investigadores em astronomia e astrofísica, assim como por profissionais de comunicação de ciência.

Os conhecimentos adquiridos pelos estudantes são colocados em prática de forma ativa em atividades periódicas de divulgação pública, onde estes, em grupo, têm um papel ativo na organização dos eventos, na interação com o público e na comunicação de conhecimento científico.

Construir uma comunidade em torno da comunicação de ciência  

O projeto teve início em 2009 com 14 estudantes do curso de Física da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Atualmente, passados mais de 6 anos desde a sua criação, conta com a participação ativa de 70 estudantes de diversas áreas do conhecimento, faculdades e universidades. Com uma média atual de adesão de 2 estudantes por mês, foram já mais de 300 estudantes que passaram pelo programa.

Quer Viver Astronomia? 

Se desejar juntar-se ao programa ou receber mais informações, contacte-nos.

Âmbito:

Nacional

Coordenação:

João Retrê (Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço)

Financiamento:

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço