Água no Universo: um oceano em Europa

Europa, uma das luas de Júpiter.

Europa, uma das luas de Júpiter. Créditos da imagem: NASA/JPL/SETI Institute

Europa é uma das luas geladas de Júpiter, um pouco mais pequena que a nossa Lua. Pensa-se que, por baixo da sua crosta de gelo, possa alojar um oceano de água que recobre todo o interior rochoso.

Se de facto existir, este oceano poderá atingir a profundidade de 100 km e albergar mais do dobro da água que existe na Terra (a zona mais profunda nos oceanos da Terra atinge apenas os 11 km).

As forças de maré de Júpiter fazem com que Europa seja esticada e contraída ao longo da sua órbita, o que gera calor por fricção. Este calor pode ser responsável por manter a água no estado líquido e a cerca de 20°C, o que a torna compatível com a vida tal como a conhecemos.

Representação artística do oceano subterrâneo em Europa.
Representação artística do oceano subterrâneo em Europa. Créditos da imagem: Britney Schmidt/Dead Pixel FX/Univ. of Texas at Austin.

Adicionalmente, é provável que o fundo deste oceano esteja em contacto direto com o interior rochoso, onde atividade vulcânica forneceria energia e nutrientes para o desenvolvimento de formas de vida.

Indícios da existência de um oceano na lua Europa foram obtidos pela sonda Galileo, da NASA, no final dos anos 90. Esta lua será de novo visitada pela missão JUICE, da ESA, a ser lançada em 2022, e uma nova missão da NASA está prevista também para a próxima década.

A JUICE é a missão da ESA com o maior orçamento até hoje, justificado pelo grande interesse de Europa para a investigação em astrobiologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *