Marte 2030: Sessão 1 – Vida em Marte

Marte 2030 - Vida em Marte

Depois da Terra, o planeta vermelho será o corpo do Sistema Solar onde é mais provável ter já existido vida. Que dados nos permitem acreditar nisso? E que relação existe entre a procura de Vida em Marte e o envio de seres humanos em 2030?

Participe numa conversa com os investigadores Adriano Henriques e Zita Martins, respetivamente do Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier da Universidade Nova de Lisboa (ITQB-NOVA) e Instituto Superior Técnico (IST). Moderação a cargo de David Marçal (iNOVA Media Lab).

O ciclo Marte 2030 é uma coprodução do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), do Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier da Universidade Nova de Lisboa (ITQB-NOVA), e do Centro Cultural de Belém (CCB).

Bilhetes à venda no website do Centro Cultural de Belém.

Reveja a sessão em formato vídeo »


Adriando Henriques (ITQB-NOVA)Adriano Henriques é Microbiólogo, estuda bactérias em especial os mecanismos biológicos e moleculares que levam a que alguns desses organismos façam esporos e consigam assim resistir a condições extremas de temperatura, oxigénio e pressão. É Professor Associado no Instituto de Tecnologia Química e Biológica António Xavier da Universidade Nova de Lisboa, onde lidera o Laboratório de Desenvolvimento Microbiano.

Zita Martins é Astrobióloga, ou seja, estuda as condições para o aparecimento de vida e a sua existência fora da Terra. Trabalhou durante cerca de dois anos para a missão a Marte ExoMars, e é co-investigadora de duas missões espaciais que serão instaladas na Estação Espacial Internacional (ISS). É Professora Associada no Departamento de Engenharia Química do Instituto Superior Técnico.

 

Duração:

2 horas

Preço:

Bilhetes: € 2,5. Ciclo completo-4 sessões: €8

Inscrição

Bilhetes à venda no website do CCB.

Localização

Centro Cultural de Belém
Praça do Império
Lisboa

Videotransmissão

Pode assistir à sessão a partir de casa acedendo ao seguinte endereço e interagir colocando as suas questões online.

A videotransmissão das palestras tem o apoio da Fundação para a Computação Científica Nacional (FCCN), unidade da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

Saiba mais sobre o projeto Marte 2030